AdobeStock_275613684_

DICA DE QUINTA: Seis exercícios para ganhar desempenho e fôlego na hora do sexo.

Às vezes, a transa é tão boa que deixa lembranças – não só na memória, mas em cada parte do corpo: dores musculares e nos ligamentos, coluna fora do lugar, pulso aberto… E segue a lista. Em outros casos, o sexo nem precisa ser inesquecível para maltratar no dia seguinte. Identificou-se? Caso a resposta seja positiva, talvez seja hora de incorporar uma rotina fitness ao dia a dia.

Segundo especialistas, não suamos nos lençóis à toa: o sexo exige energia, condicionamento, boa circulação sanguínea, tonificação muscular e flexibilidade. Atributos que, a longo prazo, só alguns minutos diários de exercícios físicos podem garantir. Embora a queima calórica no sexo não seja expressiva – cerca de 30 minutos de sexo fazem homens e mulheres queimarem, respectivamente, 100 e 70 calorias – o nível de excitação e criatividade dos envolvidos podem transformar a transa em um verdadeiro circuito de crossfit.

Para ajudar quem ainda não tem uma rotina fitness nem tempo a perder, sugerimos seis exercícios que podem ser feitos em casa ou ao ar livre e que, logo, resultarão em um up na vida sexual.

1- Antes de mais nada, o alongamento.
Além de ser essencial para evitar dores durante e depois o sexo, alongar o corpo ajuda a aumentar o repertório de posições sexuais possíveis. Invista tempo principalmente na parte posterior das pernas, zona muito cobrada na hora H, tanto para homens quanto para mulheres. Para isso, sente-se no chão, estique uma perna em frente ao corpo e mantenha a outra flexionada. Com a coluna reta, leve o tronco à frente, com a intenção de encostar a mão no pé, até sentir o alongamento. Mantenha-se na posição por 10 a 30 segundos e faça o mesmo com a outra perna. Repita de cinco a seis vezes. O alongamento também pode ser feito depois do sexo, para evitar as dores.

2- Aeróbicos no lugar.
Uma forma eficaz de trabalhar a frequência cardíaca e ganhar fôlego no sexo é dedicar um tempo aos exercícios aeróbicos. Correr no lugar (simular a corrida sem mover-se) e pular cordas. Ajudam muito e podem ser feitos em praticamente qualquer lugar, comece com calma e aumente o ritmo gradativamente.

3- Agachamento.
O agachamento é ideal para exercitar a musculatura das coxas e do bumbum, além de fortalecer as pernas, que são bastante demandadas em posições, como a cavalgada. Para iniciantes, o exercício pode ser feito de três a quatro vezes na semana, em quatro séries de seis a oito repetições.

Mas, atenção à postura. Movimentos equivocados podem machucá-lo (a). Durante o exercício, os pés devem estar afastados na largura do ombro e as pontas dos pés, voltadas ligeiramente para fora. Então, flexione os joelhos como se fosse sentar-se em uma cadeira, empurrando o quadril para trás. Depois, volte à posição inicial. A coluna precisa estar reta e não pode doer durante o exercício.

4- Fortalecendo os braços.
Segurar o próprio corpo sobre a cama ou, ainda, o corpo do parceiro (a) exige muito dos braços. Exercícios como a flexão e a barra fixa são completos e cumprem bem o papel de fortalecê-los. Para que o exercício seja executado sem riscos, é necessário não flexionar muito os punhos.

5- Ponte fortalece região pélvica.
A ponte ajuda no fortalecimento da musculatura pélvica e também das pernas, coluna, abdômen e glúteos. Ela ainda promove benefícios para homens e mulheres. A ideia é fazer uma ponte retílinea com o corpo, em posição deitada, com os joelhos flexionados e mantendo os braços estendidos apoiados no chão. Os joelhos devem ficar paralelos à linha do quadril. Faça um movimento de subida e descida do quadril, em conjunto com o trabalho de respiração e contração.

6- Abdominais.
Os abdominais também elevam o condicionamento e ajudam na hora de elaborar as posições. A dica é utilizar as variações do exercício e dedicar um tempo razoável a ele. O sucesso e a melhora no desempenho são certas. Outra vantagem é que dá pra fazer junto ao companheiro (a).

Saúde em dia, sexo também.
A pratica de atividades físicas é importantíssima para o sexo não só pelo progresso muscular que ela pode proporcionar. Malhar ajuda na produção de serotonina, substância responsável pela melhora do humor, e na liberação de testosterona, hormônio importante para estimular a libido de homens e mulheres.

Fonte: https://www.metropoles.com/colunas-blogs/pouca-vergonha

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *