contar-traicao (1)

Como confessar uma traição?

Existem diversas razões que levam as pessoas a trair, e não cabe a terceiros julgar o que acontece em um relacionamento, pois apenas quem está vivendo aquilo sabe como as coisas realmente são.

A traição ainda é vista como um tabu na sociedade, o que torna ainda mais difícil confessar ao(à) parceiro(a) quando a famosa “pulada de cerca” acontece.

Traiu, está com a consciência pesada e não sabe como contar? Confira as dicas abaixo para esclarecer tudo de uma vez!

 

Escolha a hora e local ideais

Ninguém quer receber uma notícia dessas na hora do almoço, no meio da praça de alimentação de um shopping, né? Escolha um lugar reservado, de preferência a casa de vocês, e certifique-se de que não serão interrompidos. Começar a conversa quando um dos dois estiver estressado, por exemplo, também não é uma boa ideia.

 

Fale a verdade

Já que vai abrir o jogo, fale toda a verdade, nada de contar apenas uma parte da história ou de inventar acontecimentos para aliviar o impacto que a notícia terá. Responda a todas as perguntas que o outro fizer e lembre-se que oferecer a verdade, nesse momento tão delicado, é o mínimo que você pode fazer.

 

Ouça o que o outro tem a dizer

Depois que você falar tudo o que precisava, talvez seu(sua) parceiro(a) queira falar também, e nessa hora você deve apenas ouvir, sem interrupções. Será um momento muito vulnerável para ele(a), por isso, seja gentil e não tente virar o jogo, dizendo que traiu por causa disso ou daquilo que a pessoa fez ou deixou de fazer. Essa pode ser uma conversa para outra hora.

 

Peça desculpas

Mesmo que você não tenha a intenção de continuar com a pessoa, você deve desculpas a ela, pois vocês se comprometeram em uma relação monogâmica e você quebrou a confiança que havia entre vocês. Escolha bem nas palavras que for usar e tenha empatia, pense no que gostaria de ouvir se fosse você o(a) traído(a).

 

Decidiram continuar juntos depois de uma traição? Bom pra vocês! Venham retomar a proximidade aqui no CQ Sabe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *