Imagem1

Como apresentar seus fetiches ao parceiro/à parceira?

Uma vida sexual ativa e prazerosa traz benefícios cientificamente comprovados à saúde mental e física. Por isso, ter as suas vontades como protagonistas do ato sexual torna a experiência ainda mais satisfatória.

No entanto, para falarmos abertamente sobre os nossos fetiches, é preciso quebrar as barreiras sociais que muitas vezes consideram o assunto “promíscuo” ou “pervertido’’, quando, na verdade, trata-se do puro e simples exercício do desejo.

Para apresentamos desejos sexuais pouco usuais, é preciso maturidade e conhecimento do quão, de fato, aberto(a) a este diálogo é o seu parceiro ou sua parceira. Confira algumas dicas de como quebrar o gelo e falar abertamente sobre os seus fetiches:

 

  1. Olho no olho, conversa sem censura

Às vezes, o que é óbvio para você pode não estar tão evidente para o outro. Por isso, nunca podemos culpar o parceiro ou a parceira por nossas frustrações quando não estamos falando abertamente sobre nossos sentimentos e vontades.

Sabemos que é difícil se despir da vergonha e apresentar algo tão íntimo quanto um fetiche, mas lembre-se: essa é a pessoa com a qual você escolheu dividir momentos importantes da vida. Ela só vai poder fazer parte da construção do relacionamento que você deseja se houver honestidade e diálogo. Realizar-se sexualmente em um relacionamento é essencial para melhorar a intimidade e a cumplicidade do casal. Sexo deve ser pauta constante de diálogo!

  1. Pergunte sobre os fetiches dele/dela

Já ouviu a máxima “para ser interessante é preciso ser, no mínimo, interessado’’? Pois isso traduz perfeitamente como o diálogo sobre fetiches dentro do relacionamento funciona. Pergunte ao seu parceiro ou à sua parceira quais fetiches ele ou ela tem. Mostre-se interessado e não julgue de um ponto de vista moral o que lhe for dito.

Mostrar-se receptivo aos fetiches do outro é a melhor forma de apimentar o relacionamento quando o assunto é explorar novas experiências. Quanto maior for o seu interesse em dar prazer, maior deverá ser a contrapartida em colocar os seus fetiches em prática. No final, todo mundo sai ganhando!

  1. Foco nas sensações

Para alguns casais, o diálogo é o menor dos empecilhos quando o assunto é apresentar fetiches. Porém, algumas práticas podem assustar até mesmo os menos conservadores, como o BDSM (acrônimo para a expressão “Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo”).

Sentiu que o outro está um pouco assustado com o seu fetiche? Não se desespere ou desista de vez de praticá-lo. Quando sentir alguma resistência, fale sobre como essa prática mexe com o seu sensorial, conte os detalhes das sensações que tornam aquela prática prazerosa para você. Falar mais sobre as suas sensações do que sobre a prática em si poderá despertar um novo olhar do outro sobre o seu fetiche. Humanize a experiência ao máximo e seduza o outro a te fazer gozar!

  1. Aperte o play: vídeos são ótimos aliados!

O estímulo visual é um ótimo aliado para os momentos de prazer. Divida momentos íntimos com vídeos que retratem bem o seu fetiche. Assistir a conteúdos eróticos juntos poderá auxiliar na prática do fetiche e apimentar ainda mais esse momento de troca.

Nossas suítes estão equipadas com aparelhos multimídia e com canais específicos para esquentar os seus momentos a dois. Viver os seus fetiches no relacionamento é extremamente saudável e vai aumentar ainda mais a cumplicidade e a realização no relacionamento.

 

Traga os seus momentos de prazer para o CQ Sabe e conte com uma estrutura única e com cenários estimulantes para noites inesquecíveis. Confira nossas suítes!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *