Blog-CQSabe-MasturbacaoMasculina-Fev18

8 mitos sobre masturbação masculina

A masturbação sempre foi um dos temas mais permeados por diversos mitos. Se você tinha vergonha de tirar dúvidas, desmistificamos 8 mitos que existem em relação à masturbação masculina, confira:

1 – Masturbar-se aumenta o pênis

Quem se masturba com frequência não vai ter o pênis maior. O que define isso são questões biológicas e fatores genéticos.

2 –  Masturbar-se faz crescer pelos nas mãos

Um dos mitos mais propagados, usado antigamente para que os jovens parassem de se masturbar, afinal, era considerado errado. Apenas uma grande besteira.

3 – Masturbar-se causa infertilidade

Não, não e não. Inexiste qualquer relação entre masturbação e infertilidade. Estudos feitos pela Sydney IVF mostram que a qualidade do espermatozoide aumentou consideravelmente após ejaculações diárias. Os espermatozoides se mostraram mais ativos e com maior mobilidade.

4 –  Masturbar-se reduz desejo sexual

Não, não reduz. Na verdade, aumenta a libido com o tempo. Logicamente, pode ser um pouco mais difícil transar logo depois de se masturbar, mas em poucos minutos o tesão volta com muito mais força.

5 – Masturbar-se significa insatisfação no relacionamento

Masturbar-se é uma ação individual de prazer e não significa insatisfação no relacionamento.

6 – Masturbar-se causa acne

Não há nenhuma relação entre as duas coisas, a analogia é feita porque normalmente os jovens se masturbam mais justamente no período em que tem mais espinhas, por conta das alterações hormonais.

7 – Masturbação masculina substitui a relação sexual

Não é verdade, pois apesar se ser possível chegar ao orgasmo com a masturbação, é bem diferente do sexo que tem outros benefícios além do prazer, como melhora na pressão arterial e funcionamento do coração.

8 – Masturbar-se reduz a quantidade de esperma

A quantia varia com base no tempo de abstinência entre duas ejaculações. Terá menos esperma se você emendar a masturbação com a transa, caso contrário isso não vai influenciar.

Tirou todas as duas dúvidas? Em breve, mais conteúdos no blog do CQ Sabe!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *